Quais os tipos diferentes de certificado digital?

internet 3484137_1280

Você sabe qual certificado digital é utilizado em cada situação? Vamos apresentar aqui todas as informações para que você possa escolher o modelo correto.

Certificado Digital é um assunto recorrente na rotina de um comércio, principalmente quando se torna obrigatório realizar a emissão de nota fiscal eletrônica (seja NFC-e, a nota do consumidor, ou NF-e, a nota fiscal eletrônica).

Existem certificados digitais para Pessoa Física e Pessoa Jurídica, como também existem dois tipos diferentes: Modelo A1 e Modelo A3. Nesse artigo vamos explicar as diferenças.

Para que serve um Certificado Digital?

De forma bem resumida, serve para comprovar a autoria e integridade de documentos em meio eletrônico. Assim como você precisa ir no cartório fazer um reconhecimento de firma, para provar que você é de verdade quem assinou um documento, o Certificado Digital é a maneira de atestar isso por você (Pessoa Física) ou pela sua empresa (Pessoa Jurídica).

No caso da emissão de nota fiscal, por exemplo, assinar o documento enviado pela internet, é a forma que a Receita Federal garante que a nota enviada por você, realmente foi emitida pelo seu sistema e não por um terceiro.

Você provavelmente já deve ter ouvido falar que existem tipos de certificado digital: Os modelos A1 e A3. Nesse artigo vamos falar quais as diferenças entre os dois, e qual é o melhor para a sua empresa.

Certificado Digital Pessoa Física (e-CPF) ou Pessoa Jurídica (e-CNPJ)?

Como disse anteriormente, o Certificado Digital serve para garantir a integridade e a personalidade do documento, assim como a sua assinatura de caneta reconhecida por um cartorário, só que no meio digital. Em casos onde a escrituração de um documento é relacionado a sua pessoa, deve-se optar por um e-CPF, já onde é um processo que é realizado pela sua empresa, é utilizado um e-CNPJ.

Por exemplo, hoje em dia já é possível emitir uma Carteira de Trabalho (CTPS) digital. Nesse caso, ao invés da assinatura na carteira física, de papel, é utilizado um Certificado Digital e-CPF da pessoa para ela assinar pelo computador. Desta maneira, dispensa-se a presença do funcionário e do responsável pela empresa em uma contratação, por exemplo.

Já para emitir uma Nota Fiscal, como a emissão da nota é feita pelo CNPJ da sua empresa, é preciso um Certificado Digital Pessoa Jurídica, ou um e-CNPJ. Quando a nota é enviada do seu sistema para a Receita Federal, a nota vai assinada virtualmente pelo sistema usando seu Certificado Digital, e o fisco compara o CNPJ do Certificado Digital com o CNPJ da Nota Fiscal emitida. É uma maneira de evitar fraudes e emissões indevidas.

Nas empresas mais modernas, tanto a empresa quanto o dono possuem um Certificado Digital cada. Assim, evita-se idas desnecessárias a cartórios e poupa-se muito tempo em processos que hoje em dia fazem parte da burocracia de qualquer negócio. 

Na G2 Sistemas, nós emitimos Certificado Digital e podemos lhe orientar quanto a sua necessidade. 

Entendendo qual é o Certificado Digital necessário, é o momento de escolher entre os modelos disponíveis: A1 e A3.

O que são os tipos de Certificado digital A1 e A3?

Os tipos de certificado digital A1 e A3 são os modelos mais conhecidos de certificados digitais. A sigla, composta por uma letra A e um número (1 ou 3) possui um significado:

  • A de Assinatura Digital;
  • 1: Modelo apenas digital 
  • 3: Modelo com mídia física própria. 

Vamos entender a diferença entre os dois modelos disponíveis:

Certificado digital A1

O Certificado digital A1 é um arquivo digital, de extensão “.PFX”, que não existe fisicamente e possui uma senha, criada na emissão. Quando você emite seu Certificado A1, deve armazenar o arquivo e instalar no computador ou em um dispositivo móvel e guardar a senha com segurança.

O certificado digital A1 possui prazo de validade de 1 ano a partir da data de emissão, isto é, deve ser renovado anualmente.

Quais são as vantagens de utilizar um Certificado Digital Modelo A1?

  • É mais barato e fácil de ser encontrado postos de emissão;
  • Por ser um arquivo digital, pode ser salvo em vários lugares, como pendrive, computador e celular, sendo assim mais difícil de ser perdido;
  • Pode ser instalado em vários computadores;
  • É possível guardar uma cópia, assim caso o computador dê problema ou seja formatado, ele não é perdido;
  • Pode deixar ele instalado no computador ou direto no sistema, o que facilita para emitir nota, por exemplo.

Quais são as desvantagens de utilizar um certificado Digital Modelo A1?

  • O prazo de validade é de apenas 1 ano, sendo necessária renovação a cada 12 meses;
  • Requer mais controle para ser compartilhado com as pessoas, pois tendo acesso a senha e o arquivo digital, uma pessoa pode fazer cópias e assinar arquivos em seu nome ou da sua empresa;

Geralmente, o Certificado Digital Modelo A1 é o mais utilizado pelas empresas, porque ele pode ser amplamente utilizado para realizar as escriturações e processos internos que precisam dele.

Certificado Digital A3

O Certificado Digital A3 não possui um arquivo digital, pois ele é emitido e armazenado em um equipamento físico. São fabricados em diversos formatos de mídia, que determinam sua forma de utilização. Os mais conhecidos são:

  • Token: um equipamento USB, como um pendrive;
  • Smartcard: cartão plástico com chip, lido através de hardware específico.

O Certificado Digital Modelo A3 pode ter validade de 1 ou 3 anos, o que é possível escolher no momento da emissão. Ao emitir, a empresa recebe o equipamento físico onde é armazenado o arquivo digital. Nesse caso, sempre que for assinar um documento é necessário a presença do token ou do smartcard.

Quais são as vantagens de utilizar um certificado Digital Modelo A3?

  • Mais seguro, pois não pode ser transferido ou copiado e seu uso requer sempre o equipamento físico;
  • Melhor custo benefício, pois um único certificado A3 com duração de 3 anos fica mais barato do que 3 certificados A1 com duração de 1 ano.

Quais são as desvantagens de utilizar um certificado Digital Modelo A3?

  • Pode ser perdido, roubado ou danificado, acarretando em perda do certificado;
  • Só pode ser utilizado em um computador por vez;
  • É preciso sempre consigo o equipamento de leitura conectado no computador, no caso de um smartcard.

Qual é o melhor modelo de Certificado Digital entre A1 e A3?

A resposta é “depende”. Os dois modelos existem porque eles se encaixam melhor em contextos diferentes, e isso vai depender da sua empresa. O certificado ideal depende de diversos fatores, como o porte e para que irá utilizá-lo. 

O A3 acaba ficando mais barato para quem pensa no longo prazo, mas é muito menos flexível do que o A1 para emissão de documentos fiscais em grande quantidade, por exemplo. Desta maneira, se a empresa tem um porte maior e tem muitos processos que dependem de um certificado digital, o melhor é utilizar o modelo A1, porque ele pode ser instalado em vários equipamentos e dá autonomia para as pessoas realizarem seus procedimentos, sem depender de ficar passando a mídia física de pessoa em pessoa.

Em dois casos o modelo A3 é mais utilizado: quando o Certificado Digital é utilizado somente para assinaturas de documentos eletrônicos, ou quando há uma preocupação ou  restrição quanto ao acesso ao Certificado e ele não pode ser compartilhado.

O modelo A1 também é recomendado para emissão de Nota Fiscal, pois pode ficar instalado no sistema e sempre disponível para emissão. Caso utilize o A3, é necessário que o cartão ou token fique sempre disponível e conectado ao computador em que está o sistema emissor de notas.

Onde emitir seu Certificado Digital?

A G2 Sistemas é uma empresa credenciada pode emitir ou renovar o seu Certificado Digital presencialmente ou por videoconferência, com toda a segurança e integridade necessária para o processo. 

Nessa página, você pode conferir os modelos disponíveis e os valores de cada um e se tiver alguma dúvida, nossa equipe está à disposição para lhe auxiliar na sua necessidade. Basta entrar em contato conosco enviando-nos uma mensagem aqui.

Leave A Comment

What’s happening in your mind about this post !

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *