Qual a impressora certa para o estabelecimento comercial emitir nota fiscal?

3297 scaled

Nesse artigo, você vai aprender como comprar uma impressora térmica não fiscal para seu estabelecimento comercial.

Na hora de escolher a impressora certa para instalar no PDV do seu estabelecimento comercial, é preciso observar alguns detalhes fundamentais para escolher o modelo e o fornecedor correto, pois é um equipamento crítico para o faturamento e que pode gerar dores de cabeça inesperadas para o comerciante no seu dia a dia, como quebras, necessidades de reparo e até alto custo de manutenção.

Na G2 Sistemas, nós já orientamos centenas de estabelecimentos comerciais na montagem de PDV, que vão de supermercados, farmácias até lojas de material de construção ou casas de peças. Na maioria dos casos, a impressora é solicitada pelo comerciante para a migração da nota fiscal em papel, para a adoção da Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica, a NFC-e. Isso tem acontecido com frequência em toda a cidade de Picos e região. 

Por isso, escrevemos esse artigo para que você também aprenda como escolher a impressora ideal.

Quando a empresa precisa realizar a emissão da Nota do Consumidor, seja porque precisa instalar um novo ponto de venda ou abandonou a Nota Fiscal de papel, a impressora é item essencial e obrigatório para porque ela é quem irá emitir a via impressa da nota fiscal, que é entregue para o cliente.

A boa notícia é que as impressoras evoluíram e o governo também. As antigas impressoras ECFs que eram utilizadas para emissão de Cupom Fiscal tinham um preço acima da casa dos R$1.000. Isso porque precisavam cumprir com várias obrigações fiscais mecânicas e que faziam parte da construção da impressora, que tornavam a produção do equipamento bem mais cara do que as utilizadas atualmente.

Com a entrada da NFC-e, um dos objetivos do governo foi facilitar essas emissões. Assim, as regras de impressão ficaram mais flexíveis e com isso os fabricantes puderam trabalhar com modelos mais simples e consequentemente, com menor custo de produção.

Vale lembrar que as regras da NFC-e são individuais para cada Estado, por isso o que falamos aqui é específico para todas as farmácias que estão situadas no estado do Piauí.

Evolução das impressoras para emissão de nota fiscal

Como já adiantei, no decorrer do tempo a vida do comerciante melhorou muito quando o assunto é impressora, tanto em tecnologia quanto em burocracia.

No quesito burocracia, no passado era preciso se ter uma Impressora de Cupom Fiscal classificada como ECF, térmica, que possuía internamente um equipamento chamado de MFD (Memória Fita Detalhe). Esse aparelho precisava sair do fabricante e ser lacrado, porque armazenava todas as transações fiscais realizadas e deixava as informações disponíveis para a fiscalização, não podendo existir qualquer indício de violação ou adulteração dessa parte da impressora.

Qualquer violação a esses padrões de emissão de nota, gerava multas para o proprietário da farmácia. 

Quando o Governo lançou entre 2013 e 2014 o projeto da NFC-e, veio então a Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica. Com isso, ele retirou todas as obrigações antiquadas e ultrapassadas, permitindo que a nota fiscal fosse impressa em qualquer tipo de impressora e papel, desde que respeitasse algumas regras básicas de formatação e contivesse informações que são consideradas importantes para o consumidor. 

Isso permitiu que as empresas desenvolvessem modelos mais simples e baratos, com baixo custo de compra e manutenção.

Emitir e imprimir nota fiscal no comércio

As regras que são seguidas para impressoras que fazem emissão de nota são padrão para todos os comércios que precisam emitir NFC-e, são instituídas pela Secretaria da Fazenda do Estado que é quem regulamenta a emissão de notas fiscais para vendas ao consumidor. 

No caso do Piauí, que aderiu ao programa nacional da Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica, apenas uma impressora simples, térmica com bobina de papel, conectada em um sistema de emissão de notas, já é suficiente para cumprir com as obrigações necessárias.

Isso porque o verdadeiro documento será transmitido pela internet. Na hora que a impressora instalada na farmácia imprime a nota, significa que o arquivo da nota já está naquele momento em posse da receita, nos seus sistemas que armazenam as notas fiscais de todas as empresas brasileiras.

Com isso, a nota impressa é apenas um recibo oferecido para o cliente, de que aquela nota foi emitida corretamente. 

Qual a impressora ideal para instalar no meu comércio?

Quando procurar por uma impressora para emitir nota fiscal na farmácia, procure por uma Impressora Térmica Não Fiscal.

Ela é térmica porque ela faz a impressão no papel através do aquecimento de um composto químico presente no papel da bobina, que ao ser esquentado muda de cor e gera a impressão. Desta maneira, ela se torna muito mais rápida, barata e fácil de fazer manutenção, em comparação a uma impressora de jato de tinta, aquelas tradicionais que temos em casa. 

Se coloque no lugar do seu cliente, se no momento de ele pagar e receber sua nota, fosse preciso trocar um cartucho e imprimir uma página de teste, para só em seguida poder ter a sua nota fiscal. E os que estivessem na fila logo atrás? Por isso é muito mais fácil trocar uma bobina de papel.

O termo “Não Fiscal” vem para tirar a impressora da classificação dos ECFs que possuem a MFD, explicada acima. As impressoras não fiscais possuem apenas os componentes para realizar a impressão térmica.

Existem inúmeros fornecedores de impressoras fiscais no Brasil, consequentemente modelos diferentes. Mas é preciso se atentar nas marcas que trazem mais confiança, pois mesmo sendo um equipamento bem simples, é fundamental ter acesso a manutenção, ser fácil de fazer a reposição e principalmente, ser compatível com o sistema que você utiliza na sua farmácia e que irá fazer a impressão.

Cada fornecedor faz uma configuração da impressora na indústria da forma como ele acha mais eficiente, e como consequência, o programador que faz um sistema também precisa estar atento e ser compatível com as impressoras que seus clientes possuem. 

Modelos de impressoras disponíveis na G2 Sistemas

Assim como na da G2 Sistemas, a maioria dos sistemas utilizados pelos comércios são compatíveis com as três principais marcas do mercado: EPSON, Elgin e Bematech.

Pensando em atender todos os comerciantes de Picos e Região, a G2 Sistemas possui além de um sistema completo que inclui a emissão de notas fiscais integrada, também possui uma loja de automação comercial com as três marcas citadas acima, para aquisição de impressoras térmicas não fiscais. São vários os modelos das marcas, disponíveis em nossa loja. 

As três marcas EPSON, Elgin e Bematech são fornecedores que trabalham com automação comercial em nível mundial, por isso temos confiança para trabalhar e oferecer aos nossos clientes.

Se você está precisando de impressoras ou suprimentos, como bobinas de papel, entre em contato com a G2 Sistemas enviando uma mensagem clicando aqui, ou ligue nos telefones: (89) 3422-5133 / (89) 99929-5020 / (89) 99405-1577 .

Leave A Comment

What’s happening in your mind about this post !

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *